As Aventuras de Uma Forasteira, de K. Muniz

Atualizado: Ago 22

“Não! Esta não é mais uma história dramática de uma órfã solitária, muito pelo contrário. Esta é a história de como, de fato, comecei a viver. Antes que se pergunte, não fora um namorado ou um reencontro com meus “desconhecidos pais”. Fora um pequeno objeto adquirido num antiquário qualquer. O início do fim do mundo como conhecemos.”

As Aventuras de uma Forasteira” é um romance criado pela autora K. Muniz. Teve a sua publicação no dia dez de Janeiro de 2021, pela Amazon. Contém cento e onze páginas, dezenove capítulos e uma página com a nota da autora.


O enredo conta a história de Amélia, uma jovem solitária, que cresceu no sistema de adoção. Após adquirir um objeto mágico numa loja de antiguidades, a vida dela muda totalmente, ao ser transportada para um mundo mágico. No meio da sua aventura, conhece piratas, dragões, feiticeiros, Robin Hood e ainda a Chapeuzinho Vermelho. A autora usa e abusa dos contos de fada. Amélia começa a sentir-se bem naquele mundo, conhecendo amigos e ainda, um amor. Acaba tornando-se conhecida como “a forasteira”.


A obra é narrada em primeira pessoa e todo o enredo parece ter sido construído sob a estrutura da Jornada do Herói, ou, neste caso, A Promessa da Virgem, já que a protagonista é uma mulher.


O livro termina em final aberto, esperando por uma sequência. Na nota, a autora K. Muniz revela a felicidade por ter chegado ao fim do seu primeiro livro, o que para a própria não era apenas uma realização pessoal, mas também o início da realização de um sonho.


As Aventuras de uma Forasteira” é a personificação daquilo que a autora queria ver, o tipo de história leve e divertida que sempre procura e não encontra. Ainda na nota da autora, K. Muniz afirma que o livro dois já se encontra em desenvolvimento e, refere, será épico. A escritora ainda agradece a todas as pessoas que a apoiaram e a motivaram.


As Aventuras de uma Forasteira” é portanto uma história leve e divertida.



Conheça a autora K. Muniz


Keila Muniz tem 21 anos, é amante de todo tipo de arte. Sua escrita é focada em histórias utópicas e divertidas. Descobriu-se autora a pouco tempo, quando decidiu finalizou um dos vários rascunhos e deu vida ao livro “As Aventuras de uma Forasteira”. o primeiro de muitos.

K. Muniz (@forasteira_literaria)

Como foi seu primeiro contato com a escrita?


Sempre gostei de escrever, desde que me lembro. Comecei com versos, depois poemas e até letras de músicas. Aos 14 eu comecei a escrever as histórias narrativas que não saiam da minha cabeça e então parei com os poemas. Minhas ideias mudaram, então eu passei a escrever ficções.⁣


Quais gêneros você escreve e por que escolheu escrevê-los?


Eu escrevo ficção fantástica, simplesmente porque é o melhor gênero de todos para mim. Eu amo a ideia de um mundo novo e mágico. Os contos de fadas trazem magia para o nosso mundo "normal". Eu já vivo no mundo real e gosto de histórias que me tirem um pouco dele para variar. Quanto mais longe do pacato e comum, melhor.⁣


Quais autores você tem como referencia?


Teve uma época em que eu havia me afastado um pouco desse mundo literário e acabei parando de ler por um bom tempo, mas antes disso, eu lia outros tipos de histórias, como Sherlock Holmes e Agatha Christie. Passei por uma mudança no que diz respeito ao gênero literário, acredito que por conta dos filmes e séries que me inspiraram. Quando voltei a escrever, voltei a ler também, então a primeira coisa que fiz foi ler alguns dos contos de fadas clássicos, porque apesar de conhecer todos eles me dei conta de que nunca tinha lido as histórias originais, e esse foi o ponto de partida. Desde então venho descobrindo novos autores e livros como a saga Percy Jackson, do autor Rick Riordan, a trilogia Rebelde do Deserto de Alwyn Hamilton, dentre outros.


Como foi o processo de concepção de As aventuras de uma Forasteira?


Eu escrevia por hobby, era uma coisa minha, só para distrair e quando surgia algo em minha cabeça, eu escrevia, então estava sempre começando histórias e não as terminava. Mas há dois anos, mais ou menos, me dei conta de que escrever era o que eu queria realmente fazer da vida, então comecei a pesquisar e aprender mais sobre. Ano passado finalizei a primeira história: As aventuras de uma Forasteira.


As Aventuras de uma Forasteira é meu primeiro livro concluído e publicado. E como o próprio nome já diz, é um livro de aventura. Tem uma narrativa fluída, o que para muitos é "corrido" mas na minha opinião, histórias cheias de detalhes desnecessários são cansativas e eu queria que a narração fosse leve como a história que ela conta.


Eu tive a ideia para esse livro quando estava lendo "Se pudesse contar as Estrelas" de Becca Mackenzie (@becamackenzie), autora no wattpad. Becca é bem famosa na plataforma e possui vários livros. A história em si não tem nada a ver com a minha, mas tem uma parte em que a protagonista está lendo seu livro favorito que é As Aventuras de Evelyn, e isso me deu aquele gatilho de "vou escrever uma história de aventura". Assim surgiu a Amélia e a chave mágica. Gosto muito dessa ideia da pessoa do mundo real que vai para um mundo mágico.


Quer saber mais sobre as histórias da K. Muniz? Segue a autora no @forasteira_literaria. Adquira o livro As aventuras de uma Forasteira aqui


18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo