Garota ciborgue, por Nathan Silva

Atualizado: Mai 14


O artista fez a escultura Garota Ciborgue para treinar os acabamentos e como inspiração utilizou exemplos ilustrados de mundos cyberpunks para mostrar as cores neon. Se inspirou na ilustração de um amigo e utilizou acabamentos de carro para detalhar a escultura.


A temática da escultura divulgada hoje é o mundo cyberpunk. O termo foi usado pela primeira vez em 1983 por Bruce Bethke, porém o escritor que obteve se destacou nesse gênero foi William Gibson em Neuromancer (1984). O livro foi vencedor do prêmio Nebula “tríplice coroa”, como ficção científica.


Recentemente falamos um pouco sobre distopias. O mundo cyberpunk se passa em distopias futuristas e repletas de tecnologia. A premissa é que o mundo já foi dominado por tecnologias avançadas e entrou em colapso em algum momento do passado. A realidade cyberpunk é miserável, normalmente envolve ruínas e destruição natural e a característica principal é ser um mundo controlado por máquinas.


Conheça o artista


Nathan Silva é um designer gráfico que ilustra e esculpe personagens. Sua maior inspiração está em filmes e livros de ficção e aventura.


Quando surgiu o seu interesse pela arte?


Desde pequeno eu gosto de desenhar e por isso quando eu cresci busquei melhorar e trabalhar com isso.


Como foi o seu primeiro contato com a escultura?


Na escola de Designer e vi uma escultura enorme do Hulk e pensei comigo que poderia fazer também. Fiz minha primeira escultura por conta própria e ficou horrível, mas fui praticando e hoje eu faço até melhor do que a escultura que eu vi.


E você chegou a conseguir uma formação artística, Nathan?


Sim. Investi num curso de designer gráfico e fiz também um worshop de pintura digital, mas sou muito autodidata.


Na pergunta anterior vc citou ser autodidata. O seu aprendizado acontece de que forma, Nathan?


Isso. Quando vejo algum artista que tenha um trabalho bom, busco a técnica por trás da obra, mas em geral é muito por prática mesmo.


Tem alguém que inspire você?


Acho que Mario Pitanguy. Ele é um artista brasileiro que tem vários desenhos e esculturas incríveis


Quais são as temáticas preferidas quando você decide fazer uma obra?


Eu faço coisas sobre o que eu gosto. Quando é algo de minha autoria é alguma coisa alegre, engraçada e que tem uma coisa que lembra historias de ficção e aventuras que vemos em filmes e livros.


Como funciona seu processo criativo?


Busco seguir 5 passos: pesquiso sobre o que vou fazer, penso em formas de executar o projeto, faço rascunhos das melhores ideias, começo a executar e lapidar a ideia e o último passo é concluir o projeto dando todos os toques finais.


O que diria para quem está começando agora?


Meu professor sempre dizia: "não existe arte feia, existe arte inacabada". Não sei se foi ele que inventou isso, mas concordo bastante. Sempre temos algo para aprender e só precisamos pesquisar e praticar.


Encontre o artista nas seguintes plataformas:


www.facebook.com/criativoVL/

www.instagram.com/nathan_silva_mesmo/

www.artstation.com/nathancow


13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo