K-dramas para inspirar a sua fantasia sombria, por Mylena Araujo

Atualizado: Nov 22



K-dramas são nada mais, nada menos, que dramas coreanos produzidos em formato de minisséries, variando entre 12 e 24 episódios, com exibição semanal. A maioria tem 1 hora de duração. Seus enredos variam entre comédia romântica, mistério, suspense policial, fantasia e outros gêneros. Ou seja, tem para todo gosto! Podem ser consumidos em plataformas de streaming, como Netflix, Viki, Kocowa e Wetv.


Além de serem uma ótima forma de entretenimento, os K-dramas também podem servir de fonte de criatividade para contadores de histórias. E falo sobre isso com propriedade, pois para se ter uma noção, eu tive a ideia de introduzir ceifadores de almas em minha obra "Calêndula" após assistir "Goblin", que é um dorama de fantasia.

Muitos aspectos dessas narrativas me inspiram na hora da escrita e por isso gostaria de compartilhá-las com vocês. Quem sabe também não vá surtir algum efeito assim como corroboraram com a concepção de minhas histórias. Separei alguns títulos para recomendar a quem tem o interesse de criar fantasia sombria.


Hey Ghost, Let’s Fight



Fantasmas correm à solta enquanto um estudante universitário, Park Bong Pal consegue vê-los e até tocá-los, usa essa habilidade para exorcizá-los por dinheiro. Mas não se engane, há um mistério rodando o jovem exorcista que vai arrepiar a sua alma. Uma mistura de terror (Nem tanto assim, vai!), comédia romântica, drama e suspense. Importante também apontar que é baseado em uma webtoon.


Fiquei tão inspirada com os fantasmas desse drama que escrevi pedaços de como seria um bairro assombrado, assim nasceu o vilarejo de Jaçanaú de "Calêndula", que não tem tantas almas, é claro.


Black



É um drama de suspense metido à sobrenatural. Nele temos a paranormal Ha Ram, ela tem o dom de ver sombras em pessoas que estão prestes a morrer e isso a atormenta desde criança. Por isso sempre é vista com óculos escuros, assim evita que seu dom interfira em sua vida. Em contrapartida temos Black, um ceifador muito famoso no Mundo das Almas, que tem a missão de resgatar seu parceiro no mundo dos mortais, mas seu caminho cruza com a da paranormal e juntos resolvem crimes cabeludos.


Este K-drama me deu a ideia de adicionar ceifadores no vilarejo de "Calêndula". Mas acabou saindo de um jeito diferente do que eu esperava! Meus ceifadores são bonzinhos demais da conta!


Hotel Del Luna



Quando assisti o primeiro episódio, eu não dei nada por ele, mas no fim acabou me entregando tudo e um pouco mais. A história nos mostra um hotel bem peculiar: é um local de descanso para almas antes de irem para o pós-vida. A responsável por colocar ordem nos hóspedes é a jovem Man Wol, que carrega um grande pecado nas costas e por isso foi sentenciada a viver para sempre na direção do hotel, pelo menos até que alguém a ajude a partir desta para melhor. Nisso, já se passaram mil anos de prisão eterna. Um enredo envolvente, com muita fantasia, sobrenatural e um mistério que liga a tudo e a todos.


W – Two Worlds



É um drama original e criativo sobre um universo paralelo. Logo no início somos apresentados à história de Kang Chul, um medalhista de ouro olímpico em tiro esportivo que presencia o assassinato de sua família e acaba levando a culpa por isso. Em seguida conhecemos Oh Yeon Joo, uma cirurgiã cardiotorácica e filha do quadrinista mais famoso da Coreia do Sul. Um dia ela vai até a casa de seu pai e descobre que ele desapareceu misteriosamente, deixando para trás seu iPad onde há o rascunho de um homem todo ensanguentado encarando a tela. De repente, Yeon Joo é puxada por esse homem para dentro do iPad e então, senhoras e senhores, a história começa.


"W – Two Worlds" é o meu K-drama favorito. É uma trama envolvente que, não só gira em torno dos protagonistas entre as duas dimensões, como também aponta o medo de um artista em ser dominado pela sua arte, de querer se ver livre dela e de querer protegê-la. Recomendo para todos os artistas que assistam, é demais!



Texto: Mylena Araújo
Revisão e edição: Elisa Fonseca
Edição de imagens: Filipo Brazilliano
7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo